Mala de mão em excesso poderá ser barrada em voo
Quinta - 25/04/2019 até Sexta - 30/12/2022






Desde que foi autorizada a cobrança de despacho de bagagens em voos domésticos, as companhias aéreas nacionais vêm se queixando dos transtornos causados por passageiros que exageram no tamanho da mala a bordo. Esse desconforto, porém, pode estar com os dias contados.

A Abear, associação que defende os interesse das principais empresas da aviação comercial no Brasil, vai começar a fiscalizar, a partir de amanhã, as malas com as quais os passageiros embarcarão. O monitoramento acontecerá antes mesmo da etapa do raio-X.

Em cada aeroporto haverá um período de duas semanas de caráter estritamente educativo, informando os passageiros sobre as medidas das bagagens de mão. Já a partir de maio, as malas fora do padrão precisarão ser despachadas nos balcões de check-in das companhias aéreas, estando sujeitos a cobranças de acordo com o tipo de franquia contratado para a viagem.

No total, 15 aeroportos brasileiros participam desta iniciativa (veja na lista a seguir). Na fase de implementação, foram divididos três grupos com início entre os dias 10 e 24 de abril.

MEDIDA PERMITIDA


TENHO INTERESSE IMPRIMIR


Revendedor Autorizado