E se eu perder o passaporte durante a viagem?
Quinta - 25/04/2019 até Sexta - 30/12/2022






Por mais que seja, relativamente, simples adquirir outro passaporte, em caso de perda ou roubo 
do documento durante uma viagem internacional, vale adiantar que o processo demora alguns dias e pode ser dificultado, caso o lugar onde você esteja não tenha Consulado ou Embaixada. Nesse caso, é necessário viajar até uma cidade que tenha algum desses dois órgãos.

Para evitar essa situação desagradável, durante sua viagem, dê atenção especial ao passaporte. Se puder deixá-lo no cofre do hotel, excelente. Se não, levo-o consigo em segurança, de preferência em uma pochete interna, escondida. Outra dica importante é tirar uma cópia da
 capa e da primeira folha do passaporte (a 
com foto), pois, em caso de roubo ou extravio
 do documento, certamente otimizará o processo de aquisição do novo passaporte no Consulado.

Mas como há incidentes inevitáveis, eis um passo a passo de como agir, caso você perca ou tenha seu passaporte roubado: o primeiro passo é ir até a polícia local para fazer um boletim de ocorrência. Caso não seja possível, faça uma declaração de perda ou roubo no próprio Consulado.

Para tirar o novo passaporte,
 é preciso ir ao Consulado ou Embaixada, apresentar o boletim de ocorrência e solicitar um novo documento. Se, na cidade onde você estiver, não houver nenhum dos dois órgãos citados, você precisará, necessariamente, viajar para uma cidade que tenha representação brasileira.

Após fazer o pedido, é preciso esperar alguns dias, pois não existe serviço de urgência para documentos pedidos no exterior. Além disso, o prazo de validade do novo passaporte poderá ser reduzido, a critério da autoridade consular. O primeiro passo é ir até a polícia local para fazer um boletim de ocorrência. Caso não seja possível, faça uma declaração de perda ou roubo no próprio consulado.

Nada é de graça. O valor cobrado pelo pedido do novo passaporte é o dobro do pagamento normal, cerca de US$ 160 mais taxas. Você terá gastos extras. Durante a espera do novo documento, além de arcar com estadia e alimentação, você também poderá pagar uma multa, se precisar remarcar a passagem aérea. Vale lembrar também que os meses de férias (dezembro, janeiro e julho) são os mais movimentados no setor de passaportes das representações consulares, o que aumenta o tempo de espera para a emissão.

Com relação à passagem aérea, a perda do passaporte não justifica a isenção de multa e esse custo dependerá, exclusivamente, do tipo de passagem adquirida. Geralmente, apenas passageiros das classes primeira e executiva não pagam valores extras, que já estão embutidos nas taxas das tarifas mais altas.

Contratar um bom seguro de viagem, como o Flytour Seguro Viagem, da Assist Card, também pode ajudar muito os viajantes, em caso de perda ou roubo do passaporte. Com ele, por telefone é possível solicitar serviços preciosos em situações de emergência, como: assistência médica, táxi e até um serviço de cash advance, no qual um familiar do viajante pode depositar um valor no escritório da Assist Card que o viajante saca no destino que estiver, sem precisar de cartão bancário, sendo muito útil em casos de furto ou roubo.


TENHO INTERESSE IMPRIMIR


Revendedor Autorizado