Câmbio. Tudo que você precisa saber para sua pro
Quarta - 30/11/-0001






Quem está acostumado a fazer viagens internacionais provavelmente já conhece muitas dicas que serão apresentadas aqui, ainda assim a leitura desse material é recomendável. Agora, se você está programando o seu primeiro roteiro para o exterior, ler o conteúdo a seguir é imprescindível.

Afinal, o tema câmbio faz surgir diversas questões. Qual é o melhor lugar para fazê- lo? Quando é melhor comprar ou vender? Vale mais a pena usar dinheiro ou cartão internacional durante a viagem? E por aí vai.

Exatamente por suscitar tantas dúvidas, elaboramos esse e-book com tudo que você precisa saber sobre câmbio e, assim, poder comprar e vender moedas internacionais tranquilamente, bem como realizar transferências internacionais.

1. Como e onde comprar e vender

Existem muitas instituições autorizadas pelo Banco Central a comercializar moedas estrangeiras. No próprio site do BC, há uma lista com todos os lugares autorizados a fazer esse tipo de operação. De qualquer forma, todas as instituições se enquadram em uma das três categorias abaixo:

Brancos: É uma opção prática para câmbios, sobretudo, para quem precisa comprar ou vender altos valores, pois eles não possuem limites em suas operações. Outra vantagem é que os bancos possuem algumas modalidades de câmbio operadas somente por eles.

Corretoras de câmbio: As corretoras, na verdade, servem apenas como um meio campo entre clientes e bancos. Elas realizam operações de compra e venda de moedas estrangeiras, mas com o limite de até R$ 100 mil por operação.

Correspondentes cambiais: Eles são necessariamente liados a alguma instituição financeira (bancos ou corretoras). Trata-se de uma opção segura e bastante cômoda, pois com ele, você pode comprar ou vender até 3 mil dólares por operação de forma rápida e prática.

2. Quando comprar ou vender

Por ser a moeda mais transacionada do mundo, o dólar influencia diretamente o poder de compra de outras moedas. Dito isso e sabendo que a cotação da moeda norte-americana varia diariamente, a melhor forma de comprar ou vender moedas estrangeiras, seja qual for, é fazer isso aos poucos, comprando e vendendo pequenas quantidades durante um período de tempo.

Dessa forma, você garante gastar ou receber um valor médio, estando menos exposto a riscos. Durante esse período é muito importante acompanhar as cotações das moedas para tomar as melhores decisões sobre os melhores dias para fazer as operações.

3. Transferências internacionais

Carregar dinheiro em espécie durante as viagens nem sempre é a melhor opção, tanto pelo risco de perda ou roubo, como pelo fato de ser muito mais cômodo pagar tudo no cartão. No entanto, mesmo usando apenas cartão, você pode car sem limite ou depender de uma transferência bancária internacional, chamada de remessa internacional. Para essas situações, veja as dicas a seguir.

Cadastro e limite

Para evitar fraudes e lavagem de dinheiro, é necessário fazer um cadastro na instituição financeira que fará a operação para você. Esse cadastro varia de acordo com a quantidade de dinheiro a ser transferida. Para valores até US$ 3.000, o cadastro é relativamente simples. Para valores superiores a US$ 3.000, o cadastro é um pouco mais complexo e a operação precisa ser declarada no imposto de renda.

Impostos de taxas

Para qualquer transferência internacional, você pagará o spread, o IOF e a tarifa SWIFT. O spread varia bastante, pois algumas instituições nanceiras oferecem programas de descontos nos quais quanto maior é a quantia enviada, menor é o valor de spread a se pagar. O IOF gira em torno de 0,38% do valor transferido. E a tarifa SWIFT custa aproximadamente US$ 20, valor pago à Sociedade para Telecomunicações Financeiras Interbancárias Mundiais, que garante a segurança no envio e o recebimento de remessas internacionais.

Como fazer transferências para o interior

Você precisa necessariamente contar com um banco ou instituições financeiras autorizadas a realizar a operação. Algumas oferecem formas bem rápidas e pouco burocráticas, que permitem até mesmo que o envio seja feito de forma totalmente on-line.

4. Apps que podem ajudar você

Todos disponíveis para os sistemas iOS e Android.

Transferwise

Permite comprar dólar, euro e várias outras moedas sem taxa e sem banco, pois com esse APP, você consegue transferir seu dinheiro para uma pessoa de confiança que tenha conta no exterior. Chegando lá, basta pegar o valor correspondente à transferência com a pessoa.

Oanda

Faz a conversão de 190 moedas diferentes e ainda possibilita que você acrescente uma porcentagem sobre o valor para simular as taxas cobradas pelos bancos.

Exchange

Ajuda a encontrar o menor preço entre as casas de câmbio ou dentre os bancos mais próximos a você.

Viajantes

Desenvolvido pela Receita Federal do Brasil, o APP tira dúvidas sobre isenção de imposto e declaração de bagagem para quem chega de viagens do exterior.


TENHO INTERESSE IMPRIMIR


Revendedor Autorizado